sábado, 6 de novembro de 2010

vida de plástico.

é tudo brincadeira,
nada é sério.
quero algo de verdade
que não me olhe de repente
e somente diga adeus
sem uma verdade
como se tudo fosse brincadeira.
tem certeza que nada é sério?
é tudo falso mesmo?
se é assim...
não quero mais brincar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário