segunda-feira, 22 de novembro de 2010

não mudarei.

o fuzilo com os olhos
o esfaqueio com as palavras
o enveneno com os pensamentos
não sou flor para cheirar e admirar.
não sou alguém que inspire o bem
e o amor.
somente penso em tudo
tudo me mata.
me mata gevagar
como se você me fuzilasse
e me esfaqueasse
e me envenenasse.
dia após dia.
somente quero tudo.
mas tudo nunca chega.

Nenhum comentário:

Postar um comentário